03/03/2014

CISMI - Tavira

Quem passou pelo CISMI em Tavira conhece esta “cantiga”

 

"Ó Meninas de Tavira, 
que vai ser de vós agora, 
os solteiros não vos querem, 
os casados têm mulher, 
os milicianos vão embora"... 

 

Esta outra é uma resposta à primeira, poema de Manuel Maia que porlá passou.

 

A CANTILENA EXISTIA,
A INFORMAÇÃO CIRCULAVA,
PRECAUÇÃO NÃO IMPEDIA,
CASAMENTO NA PARADA...

NAQUELE TEMPO,ERA ASSIM,
QUARTO ALUGADO CÁ FORA,
OU É P`RA TI OU P`RA MIM,
C`AMANHÃ ME VOU EMBORA...

PENSAVA O INSTRUENDO,
VOU GOZAR TEMPO DE AGORA...
E INCAUTO IA COMENDO
O QUE OUTROS DEITARAM FORA...

P´RA ALGUNS TAVIRA FOI MAU,
P`RA OUTROS BONITA LUZ,
POIS SE PUSERAM-SE A PAU,
MESMO NOS BAILES DA LUZ ...

VÁRIAS RECRUTAS TIVERAM,
ALGUMAS DESSAS SABIDAS
QUE OS LORPAS LÁ COMERAM
E ENTRARAM NAS SUAS VIDAS...

 

In (http://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt  )

 

 

Sem comentários: