31/08/2009

Confraernização de 2009

Foram hoje colocadas no correio 221 cartas com os "convites" para a confraternização de 2009.
Correspondem a outros tantos endereços de companheiros nossos que estão na base de dados do ano passado.
Vamos ainda fazer um confronto com alguma documentação que temos para que não falte ninguem sem que tenha sido informado, por carta ou por outra via qualquer, do nosso encontro.

Ambrizete

Na nossa passagem por Ambrizete, não houve tempo para muitas visitas à Sanzala, mas para este nossos companheiros dum outro batalhão, houve.
Com uma singeleza de linguagem e uma capacidade de expressão fora do normal, damos a conhecer como posta o comentario do nosso antigo companheiro Casal.
Anónimo deixou um novo comentário na sua mensagem "Tomboco - Quem se recorda?":

"O 1º CABO QUE MORAVA NA SANZALA

A escassos dias de nos despedir-mos da Vila de Ambrizete, lembrou-se o Comandante de reunir com todo o pessoal de Transmissões. Ficou então marcada a reunião para o dia seguinte logo a seguir à formatura das oito.
Perfilados, ouvimos a mensagem do Comandante, mas este reparou que faltava um elemento ao grupo! Perguntou então se não havia um 1º Cabo Martins! Aqui ficámos perplexos porque ninguém se tinha lembrado do homem se não o Comandante! Entre gaguejos e desculpas esfarrapadas e sem sentido, lá fui dizendo que o homem parecia andar com paludismo e possivelmente estaria de cama!
Mas o Ten. Coronel não se convenceu e ordenou que de imediato trouxessem o homem à sua presença.Todo o quartel foi passado a pente fino e nem a praia e o Brinca na Areia escaparam. O Martins não aparecia e para ajuda à festa veio o Capitão afirmar que já no dia anterior tinha dado pela sua falta. Tínhamos um prazo para dar conta do homem e ele expirava à hora do almoço, prazo que se tornava apertado. Perseguimos cada palpite que nos era dado fosse por quem fosse, mas nenhum revelou qualquer sucesso! Desolados porque as coisas podiam ficar feias, pedimos mais umas horas para a procura, o que acabou por ser concedido.
Cerca das cinco da tarde, fomos de novo chamados para dar nota da situação!
Já um pouco desesperado, virei-me então para o Comandante e confessei o que eu achava que estava a acontecer: «Sabe como é meu Comandante, temos que compreender a malta...enfim é próprio desta idade e ...olhe, o homem dete ter ido dar uma saltada á Sanzala e atrasou-se...pronto!».
O Comandante olhou para mim um pouco de soslaio e disse-me com um sorriso malicioso: «Você vem comigo e agora mesmo vamos buscar o Cabo Martins!» Não percebi muito bem a conversa mas lá fui com passo acelerado atrás dele para a viatura. Em silêncio absoluto, ele próprio a conduziu e só parou numa Sanzala. Desceu sem uma única palavra e com vigor bateu à porta duma habitação, por acaso com bom aspecto, comparada com as restantes! De dentro e com os olhos ainda meio inchados, saiu o 1º Cabo Martins de Transmissões. Trajando parca indumentária porque o momento não dava para mais, não sabia sequer se devia "bater a pala" porque nem o boné tinha!
«Para o Quartel imediatamente!» - ordenou-lhe o Comandante.
Não se trocou uma palavra no regresso mas o homem teve quinze minutos para se apresentar devidamente aprumado. O castigo, ao contrário doa que se temia, não passou de simples retórica.
Já em Luanda e pouco antes do embarque, soube pelo Major que o Comandante sabia de todos os passos do 1º Cabo Martins...e outros!
Vim também a saber que o digníssimo 1º Cabo só ia ao Quartel quando estava de serviço!
Afinal, o homem morava mesmo na Sanzala!...

Casal
"

29/08/2009

Fotos antigas


Confraternização de 2007


Tomboco - Quem se recorda?


Tomboco
Raggiungiamo Tomboco poco dopo il tramonto dopo 7 ore di guida e 220 km percorsi.Unico rifugio possibile la missione cattolica.GPS S06°48.370’ E013°19.720’Qui hanno appena inaugurato una scuola per i ragazzi di questo luogo sperduto. Nella missione vivono 4 orfanelle senza famiglia. Decidiamo di lasciare un contributo di 50 dollari per le loro spese di istruzione. (vedi solidarietà elfo)

20/08/2009

19/08/2009

Confraternização de 2009

Será esta sexta-feira próxima que vamos iniciar a parte final dos preparativos para o nosso encontro a 04/10/2009.

Mais um dos muitos encontros que anualmente temos fomentado e organizado no sentido de juntar durante umas horas, muitos daqueles que foram companheiros de armas e que hoje, merecê da camaradagem desse tempo, são fraternos amigos.

A comida e a bebida sempre foram meios aglutinadores de momentos de amizade, de alegria e de companheirismo.

Assim foi, assim será.

Que assim seja.

Até lá

 

BAC2877 - Angola 1969 a 1971

Vamos lá colaborar com o envio de fotografias e com a indicaçao de local para o almoço a 04/10/2009

Tomboco - Lufico- Quiximba - Quiende

Temos feito por várias vezes este apelo:

... gostaríamos de publicar fotos dos aquartelamentos e das povoações ( não do Lufico, pois como Zau Évua, só tinha o aquartelamento) que estavam próximas.
Aqui deixamos um novo pedido.

18/08/2009

Para recordar:

 

Vejam algumas fotos neste endereço

 

http://bcac2877-fotos.blogspot.com/

 

Ficamos a aguardar mais fotos

 

Ambrizete - histórias

Um nosso companheiro que tambem passou pelo Ambrizete, a quem agradecemos, aqui descreve com uma facilidade de expressão digna de registo, um episódio dos muitos que por lá passamos:

<<À dias estava com um amigo do meu tempo de Ambrizete e veio à memória o seguinte:
Neste Quartel e no meu tempo, o edifício das Transmissões ficava lá para as traseiras. Lá funcionava o Posto de Rádio, centro Cripto e Op. de mensagens. Ah, e uma casa de banho! Pois, o problema aconteceu precisamente ali e em pleno uso! O Op. de Mensagens, a dada altura descobriu que tinha companhia numa área que, à partida, seria 100% privada.
Atrás de si, a cerca de meio metro, imóvel estava uma cobra a olhar para ele! Literalmente, com as calças na mão e aos gritos resolve pedir socorro. Lá foi o pessoal dar uma ajuda armados de enxadas, mas o bicho devia estar assustado e teimava em não sair da casa de banho! Como nem os mais estrategas davam conta do recado, resolveram chamar um negro, de quem não recordo o nome, para dar uma ajuda. Sei que ele teria um metro e noventa, calçava 54 (dizia-se...) e ajudava na cozinha.
Posto o problema ao homem, este foi de imediato ao local. Acontece que ao deparar com o réptil, o freguês em quem se depositava tanta confiança para resolver o problema, resolveu simplesmente fugir e só parou bem longe!
Intrigados, perguntámos o porquê de tanto receio, na medida em que eventualmente poderia estar habituado a lidar com répteis - afinal tinha nascido em África!
A questão, disse ele, é que aquele era muito especial, porque a sua mordedura era quase sempre fatal. Segundo nos narrou depois e quando já se encontrava menos nervoso, o réptil pertencia à classe dos que mordiam quando se encontravam pendurados nas árvores. Como à frente do edifício das transmissões se encontrava uma árvore de grande porte que ramificava para a janela da casa de banho, o bicho aproveitou um buraco na rede. Quem acabou por resolver o problema foi um Rádiomontador munido de uma enxada mas, diga-se em abono da verdade, foi preciso muita luta. A casa de banho voltou ao sossego habitual mas (dizia-se) ninguém mais a usou sem primeiro tomar as devidas precauções, ou não fosse o diabo (neste a caso a cobra) pregar de novo a partida!
Não sendo um episódio que tenha a marca de guerra, passou-se naquela terra e naquele quartel que muitos conhecem e gostam de recordar!>>


Um abraço

Casal

07/08/2009

Aniversário de 2009



Estas garrafas ( oferta de Albano Gonçalves - radio montador) estiveram a envelhecer um ano para serem sorteadas no proximo almoço de confraternização

06/08/2009

Confraternização 2009


CONFRATERNIZAÇÃO DE 2009 - 4 de Outubro - Domingo



LOCAL A INDICAR

Estamos a tentar arranjar um local diferente dos anos anteriores, mas na mesma zona

Comentario a comentários

Aqui deixamos um abraço a todos os que nos visitam, tenham sido ou não nossos companheiros na guerra de Àfrica ou do nosso Batalhão.
Voltamos novamente ao Blog, após algum interregno.
A nossa capacidade imaginativa e as caixas de fotos que tinhamos arrumadas no sotão, já foram colocadas no Blog.
Alguns escritos, fruto de inspiração e recordação dos tempos passados em Africa tambem foram colocaods nas páginas deste nosso Blog.
Certamente que haverá em mente algo mais para editar.
Gostaríamos de ter matéria e disponibilidade para colocar diàriamente ou semanalmente posts neste nosso "jornal", todavia tal não tem sido possível - falta de tempo, saúde, mas acima de tudo, falta de matéria publicável.
Temos pedido a todos os que nos contactam que o façam. Procurem fotos antigas, recortes de jornais para nos remeter. Escrevam algo que vos recorde muitos dos momentos, bons ou maus que por lá passámos e nos enviem esses relatos.
De tudo isso, faremos a sua publicação.
Lançamos por diversas vezes esse desafio, mas as respostas tem sido nulas.
Continuamos aguardando.
A manutenção do Blog actualizado, requer neste momento, passadas as fases iniciais de aprendizagem para o construir e formatar, algum tempo disponivel.
Damos a garantia de que teremos esse tempo disponível, mas, precisamos de colaboração.
Colaboração apenas no envio das tais fotos e algumas palavras escritas.
Tudo isso com alguma assiduidade.
Não queremos que o Blog morra.
Admitimos até que grande parte do interesse do Blog estará fixado no sentido de dar a conhecer aos nossos filhos e netos os muitos problemas e situações vividas na Guerra de África.
Assim, aqui deixamos mais esta mensagem, este desafio a todos os que nos visitam.
O Blog não é da CCS, da 2541, 2542 ou 2543, é de todos, mesmo daqueles que não estiveram connosco ou que nem estiveram na guerra ou em África.
Um abraço a todos
Bras Gonçalves