26/03/2012

Zau Évua - Terra de ninguêm sítio de vivências

Retalhos da "Guerra de África", para a compreensão e o respeito que devem merecer os antigos combatentes

" ... Cada rapaz, nos melhores anos da sua juventude, era desgarrado do seu meio socialde vida e colocado longe do aconchego e amor próprios do lar, das comodidades a que estava habituado, e dirante anos (3 anos) ficava privado dessa dádiva que é a família.
Isso fazia com que o empobrecimento humano, em alguns momentods, provocasse exaustão.
É newsses momentos doficeis que o calibre dum homem é provado"

Excerto retirado do livro "Zau Évua - Terra de ninguêm sítio de vivências" de José Manuel Martins

21/03/2012

Facebook em acção


Fizemos a publicação de umas fotos do nosso aquartelamento  no Facebook, que tem merecido alguns comentários que convidamos a ler.

20/03/2012

Guerra de África em "quadra popular"

António Maria Veríssimo,  no seu livro "Diversos 2" - no poema "Mãe Madrasta"
                     Mãe... madrasta me explorou
                     Tal e qual como Salazar
                     Que por teimosia me colocou
                     Na guerra do Ultramar

06/03/2012

Postal Ilustrado - Angola 1969-1971

Postal ilustrado

Convívio de 2012

Vamos voltar hoje ao tema dos convívios anuais que são um forte elo de ligação entre muitos de nós.
O reencontro, recorda e comemora muitos dos bons e maus momentos do que passámos na Guerra de África.
Não é nada fácil concertar as datas e os locais dos almoços.
 Há sempre que ter em consideração os diversos factores que consideramos necessários e pertinentes para que que possam estar presentes a maioria dos nossos companheiros.
A distância, o preço e a ementa, a data, entre outros condicionam as nossas escolhas.  E hoje, não é nada fácil encontrar um local onde a  qualidade do serviço, a ementa e o preço sejam a contento e portanto, razoáveis.
Acresce que, infelizmente, não temos recebido, não só ajuda como também informações e sugestões que nos possam encaminhar para uma escolha o mais acertada possível.
A escolha da data, tem sido condicionada até pelos jogos de futebol em dia de almoço ou elo tempo de caça, pela vindima ou pela apanha da azeitona, para não falarmos do casamento um familiar mais ou menos chegado.
Este anos, vamos deparar com as mesmas condicionantes.  Vamos ter que as tornear e procurar uma data, um local e um preço que seja razoável pois a crise já não espreita, anda por aí, bem na nossa frente e por curiosidade, os preços dos restaurantes não a tem acompanhado.  Os preços continuam altos.
Vamos aguardar por sugestões