14/03/2019

Ex-combatentes em Angola esquecidos


Os ex-combatentes que foram obrigados a cumprir serviço militar obrigatório nas antigas províncias ultramarinas, foram esquecidos, os de Angola que por lá morreram e muito ainda lá estão enterrados.
Marcelo Rebelo de Sousa, esqueceu-se daqueles, dos que foram obrigados a ir para a guerra, não se tendo esquecidos, destes, que não foram obrigados a cumprir serviço militar, são profissionais.
Nem uma visita, mesmo que privada ao cemitério onde em Angola estão sepultados dezenas de portugueses.

Para-quedistas regressaram da República Centro-Africana após meses de combate de "alta intensidade".


A 4.ª Força Nacional Destacada, composta maioritariamente por militares paraquedistas, regressou esta terça-feira a Portugal. A 5.ª força partiu de manhã do aeródromo militar de Figo Maduro, em Lisboa, representando o regresso dos Comandos àquele teatro de operações. Os 180 militares portugueses foram recebidos pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e dezenas de famílias que esperaram horas para receber estes paraquedistas.
Militares portugueses regressam a Portugal após missão na República Centro-Africana Dezenas de família esperaram horas para receber os paraquedistas que estiveram em combate durante seis meses. 
O Hino Nacional de Portugal foi entoado a plenos pulmões pelos militares no aeródromo militar de Figo Maduro.