28/12/2018

2019 - que seja um BOM ANO


Uma parte das Festas já terminaram e quando um Novo Ano se aproxima  aqui deixamos, enquanto a data do embarque que já ficou à distância de uns 50 anos, os votos de que 2019 ofereça a todos nós, família e amigos, saúde e bem estar.
Lembramos aqueles que já nos deixaram, aqueles outros que enfrentado a doença vão mantendo uma forte e desproporcionada "guerra" com a firme vontade de a vencer.
 Para todos afinal. os votos de um bom e feliz 2019

De repente,
num instante fugaz,
os fogos de artifício anunciam que
o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás.
De repente, num instante fugaz,
as taças de espumante se cruzam e vinho borbulhante anuncia que o ano velho se foi e ano novo chegou.

De repente, os olhos se cruzam,
as mãos se entrelaçam e os seres humanos,
num abraço caloroso,
num só pensamento,
exprimem um só desejo e uma só aspiração: PAZ SAÚDE E AMOR.

De repente,
não importa a nação,
não importa a língua,
não importa a cor,
não importa a origem,
porque todos, humanos, descendentes de um só Pai,
os homens lembram-se apenas de um só verbo: AMAR.

De repente,
sem mágoa,
sem rancor,
sem ódio,
os homens cantam uma só canção,
um só hino,
o hino da liberdade.

De repente,
os homens esquecem o passado,
lembram-se do futuro venturoso,
de como é bom viver.

Feliz Ano Novo!


Retirado da NET e adaptado

24/12/2018

Natal na Guerra de África

Natal no Quiximba


Natal em Zau Évua
Natal na Guerra

A prece da fotografia contemplada
no altar da separação
a carta triste
de quem está longe

a missa do galo na igreja
a comunhão da cerveja
a consoada de ração de combate
o sabor a medo
o silêncio do repicar dos sinos
a saudade
a paz na Terra
aos homens de boa vontade

in Poemas da Guerra de Jose Niza

17/12/2018