18/12/2008

ANGOLA - Natal na Guerra - Poema de Jose Niza





Natal na Guerra

A prece da fotografia contemplada
no altar da separação

a carta triste
de quem está longe

a missa do galo na igreja
a comunhão da cerveja

a consoada de ração de combate
o sabor a medo

o silêncio do repicar dos sinos
a saudade

a paz na Terra
aos homens de boa vontade


in Poemas da Guerra de Jose Niza

Sem comentários: