06/08/2014

Jose Niza - Golden Gate - um quase diário de guerra

Transcrevemos na parte que interessa o email recebido da viuva do nosso antigo camada – José Niza –  médico do nosso batalhão.
 Fizemos um pedido para transcrever parte do seu livro – Golden Gate – um quase diário de guerra e aqui fica a resposta.
 "Fiquei muito sensibilizada com o seu e-mail pela forma como se refere ao meu marido, que me mostra que ele não foi esquecido por aqueles (alguns, pelo menos) que com ele passaram aqueles inesquecíveis e dolorosos anos de guerra em Angola.
 Acho muito interessante a sua intenção de escrever sobre esse tempo, para que esses factos não vão desaparecendo com o passar do anos e ninguém melhor do que quem os viveu e a eles assistiu para os relatar.  
 Claro que o autorizo a transcrever o que quiser do livro do meu marido, tenho até muito gosto nisso e deixo a escolha das passagens ao seu critério.
 Agradeço muito ter-se lembrado de me oferecer o troféu de comemoração dos 45 anos do vosso embarque. Terei muito prazer em o receber e o guardar com todo o carinho em memória do meu marido que, se cá estivesse, tenho a certeza celebraria essa data com todos os seus companheiros com muito amizade e emoção."

Sem comentários: